Ações fazendo os maiores movimentos pré-mercado: Boeing, AT&T e mais

O exterior de um 787 Dreamliner na fábrica da Boeing em North Charleston, em 13 de dezembro de 2022.

Logan Cyrus | AFP | Getty Images

Confira as empresas que estão nas manchetes antes do sino.

Boeing – As ações da Boeing caíram cerca de 1,7% no pré-mercado depois que a fabricante de aeronaves divulgou lucros e receitas abaixo das expectativas, apesar da recuperação da demanda. A empresa citou a escassez de mão de obra e suprimentos para os números decepcionantes.

News Corporation, Notícias da raposa – As ações da News Corp e da Fox News subiram 4,9% e 1,8%, respectivamente, depois que Rupert Murdoch abandonou os planos de fundir as duas empresas, uma proposta que encontrou resistência dos acionistas.

AT&T — As ações subiram 1,8% após a divulgação do relatório do quarto trimestre da gigante das telecomunicações na quarta-feira, mostrando um aumento de assinantes, mas prevendo um lucro anual abaixo das expectativas.

Microsoft — As ações da Microsoft caíram quase 3% depois que a gigante do software compartilhou uma previsão de receita sombria para o trimestre atual. O líder tecnológico superou as expectativas de ganhos, mas disse que o crescimento de novos negócios desacelerou em dezembro, inclusive no segmento Azure.

Omnicom — As ações da empresa de mídia global caíram 3% depois que foi divulgado que a BlackRock Inc. aumentou sua participação na empresa, passando a deter 9,4% das ações.

Sunrun, Poder do sol — As empresas solares caíram mais de 3% depois de serem rebaixadas pelo Barclays devido a uma potencial desaceleração na demanda solar. Sunrun foi rebaixado para igual peso de sobrepeso, enquanto a classificação de SunPower foi reduzida para baixo peso de igual peso.

Enfase – As ações caíram 4% após um rebaixamento de Piper Sandler para neutro de compra. A empresa apontou para uma possível redefinição no mercado solar residencial dos EUA em 2023, embora ainda reconheça que a empresa possui um produto, gerenciamento e posição fortes.

maiúsculo — O estoque financeiro caiu 2,3% depois que a Capital One reportou resultados trimestrais decepcionantes. A empresa ganhou US$ 3,03 por ação e uma receita de US$ 9,04 bilhões. Analistas consultados pela StreetAccount esperavam lucro de US$ 3,87 por ação e receita de US$ 9,07 bilhões. A receita líquida de juros também ficou abaixo das expectativas.

Cirúrgica Intuitiva – A fabricante de sistemas cirúrgicos robóticos sofreu uma queda de 9% depois que a empresa divulgou ganhos e receitas no quarto trimestre que ficaram um pouco abaixo das expectativas. A empresa citou um ressurgimento do Covid-19 na China que impactou negativamente os volumes de procedimentos na área.

F5 – As ações da empresa de segurança de aplicativos da web caíram 3,7% depois que a F5 reportou receita para seu trimestre mais recente, que não atendeu às expectativas dos analistas e emitiu orientações de ganhos mais fracas do que o esperado para o segundo trimestre.

— Alex Harring da CNBC, Samantha Subin, Tanaya Macheel, Carmen Reinicke e Michelle Fox Theobald contribuíram com reportagens.

Leave a Comment