Eu meio que encontrei isso por acidente – mas esta é a versão original de Ghost Riders in the Sky.

Achei isso por acidente – esta é a versão original de Ghost Riders in the Sky. 1948.

Uma das minhas músicas favoritas de todos os tempos – isso é quase ao vivo. Como mais como se fosse uma tomada ao vivo.

E é a melhor versão que já ouvi. Melhor até do que Vaughn Monroe.

Pensei em compartilhar isso. Estou começando a gostar muito do youtube. Eles com certeza têm coisas muito legais. Há uma versão ao vivo de um coro que faz o arranjo legal, eu sei, pois não me lance fora do semblante deles – mas você teria que gostar de Brahms. Um gosto adquirido, eu acho. Eu pensei puta merda – o que eles não têm? É uma versão obscura dessa peça. A maneira como eles fizeram os contraltos responderem aos barítonos – acho que é mágico. Mas raramente realizado. Sempre gostei de Brahms. Mas eu tinha certeza de que estava chocado lá. Realmente raro.

Oh foda-se – eu tenho que vincular isso – é o segundo movimento de sua 29ª operação. A música mais bonita que já ouvi. Mágico para mim. Você ouve os contraltos e os barítonos tocando sozinhos? Como eles ultrapassam os tenores e sopranos aqui.

Não acredito que encontrei isso.

Eu só queria apontar – como alguns aqui notaram – Stan Jones é o cara que escreveu Ghost Riders in the Sky. É assim que ele pretendia que saísse. Só para você saber.

Leave a Comment