FTX em negociações para levantar US $ 1 bilhão com avaliação de cerca de US $ 32 bilhões

Sam Bankman-Fried fala no palco durante o primeiro Moonlight Gala anual em benefício da CARE – Children With Special Needs na Casa Cipriani em 23 de junho de 2022 na cidade de Nova York.

Craig Barritt | Imagens Getty

O conglomerado de criptomoedas de Sam Bankman-Fried, FTX, está em negociações com investidores para levantar até US$ 1 bilhão em novos financiamentos que manteriam a avaliação da empresa em cerca de US$ 32 bilhões, segundo pessoas com conhecimento das discussões.

As negociações estão em andamento e os termos podem mudar, disseram as fontes, que pediram para não serem identificadas porque as negociações são confidenciais. A Coindesk informou anteriormente sobre um próximo investimento com avaliação plana, após o último aumento de capital da FTX em janeiro. Os investidores existentes incluem Temasek de Cingapura, Vision Fund 2 do SoftBank e Tiger Global.

notícias relacionadas a investimentos

O mercado de urso da criptomoeda é diferente de outros anteriores.  Desta vez, o Fed está dirigindo o navio

CNBC Pro
O mercado de urso da criptomoeda é diferente de outros anteriores. Desta vez, o Fed está dirigindo o navio

Um porta-voz da FTX se recusou a comentar.

Enquanto seus rivais e pares foram atacados no “inverno cripto” deste ano, a FTX tentou se apresentar como a consolidadora do mercado, entrando para comprar ativos em dificuldades com desconto. A empresa, com sede nas Bahamas, é de capital fechado, portanto não sofreu o colapso das ações da Coinbase, que perdeu três quartos de seu valor em 2022.

Parte do novo capital, além da rodada de US$ 400 milhões a partir de janeiro, iria alimentar mais negócios, disseram as fontes. Em julho, a FTX assinou um acordo que lhe dá a opção de comprar o credor BlockFi, e a empresa estava em negociações para adquirir a sul-coreana Bithumb. A FTX também se ofereceu para comprar a corretora de criptomoedas falida Voyager Digital em agosto, mas foi recusada pelo que foi chamado de “lance de bola baixa”.

A Bloomberg informou em junho que a FTX também estava tentando comprar a Robinhood, embora Bankman-Fried, que possui uma participação significativa na corretora online, tenha negado que haja discussões ativas em andamento.

A receita da FTX subiu mais de 1.000% em 2021, para US$ 1,02 bilhão, ante US$ 89 milhões no ano anterior, informou a CNBC no mês passado, com base em um deck de investidores vazado. A FTX teve lucro líquido de US$ 388 milhões no ano passado, acima dos US$ 17 milhões do ano anterior. O ímpeto continuou no primeiro trimestre, com a empresa faturando US$ 270 milhões, mostraram as finanças.

Mas foi quando o mercado estava subindo. Tudo ligado a criptomoedas despencou no segundo trimestre, com o aumento das taxas de juros e uma alta de quatro décadas na inflação empurrando os investidores para fora dos ativos mais arriscados. Desde o final de março, bitcoin e ether caíram mais de 60%, e várias corretoras focadas em criptomoedas foram forçadas a liquidar.

Bankman-Fried, um ex-operador quantitativo de Wall Street, fundou a FTX há três anos. Ao continuar a arrecadar dinheiro e adquirir ativos, Bankman-Fried está apostando que a criptomoeda se recuperará e que ele estará pronto para capturar uma grande parte dos lucros quando isso acontecer.

VER: O bilionário cripto de 30 anos San Bankman Fried revela como ele ganhou seus bilhões

O bilionário de criptomoedas de 30 anos Sam Bankman-Fried revela como ele ganhou seus bilhões

Leave a Comment