Lyft, 3M, Lululemon e mais

Uma mulher caminha perto de uma filial da Bed Bath & Beyond em 11 de janeiro de 2023 na cidade de Nova York.

Leonardo Munoz | Exibir Imprensa | Notícias da Corbis | Getty Images

Confira as empresas que estão nas manchetes no pregão do meio-dia de terça-feira.

Lyft — As ações do aplicativo de compartilhamento de viagens aumentaram 1,5% após uma atualização para sobrepeso do peso do setor pelo KeyBanc. A empresa disse que estratégias de redução de custos, como demissões e estabilização da demanda, podem ajudar as ações.

Banho de cama e além — O estoque de varejo saltou 13%, à medida que os traders continuaram a se acumular no nome fortemente vendido. A Bed Bath & Beyond alertou sobre uma possível falência e recentemente reforçou sua equipe jurídica antes de um possível processo. As ações do favorito dos memes subiram 32% no acumulado do ano.

pacar — As ações da Paccar subiram 7% depois que a fabricante de caminhões divulgou os resultados do quarto trimestre, registrando um lucro de US$ 2,64 por ação e US$ 8,13 bilhões em receita. Um número crescente de entregas de comércio eletrônico impulsionou a demanda por caminhões. A empresa superou as expectativas dos analistas quanto ao lucro por ação, de acordo com a StreetAccount.

Microdispositivos Avançados — As ações caíram 3,2% depois que a Bernstein rebaixou a classificação da fabricante de semicondutores para desempenho de mercado de desempenho superior. A empresa disse que o mercado de computadores pessoais e os mercados de novas peças estão ficando cada vez mais desfavoráveis ​​para a empresa.

3M – As ações do conglomerado industrial caíram mais de 5%, atingindo uma nova mínima de 52 semanas, depois que a empresa disse que cortaria 2.500 empregos na manufatura em meio a uma desaceleração da demanda. A 3M também relatou ganhos mais baixos excluindo itens com lucro de US$ 2,28 por ação, em comparação com US$ 2,45 por ação no ano anterior.

Sincronia Financeira — As ações da empresa financeira subiram 4% na terça-feira, apagando uma queda pós-lucro da ação no pregão anterior. Um analista do JMP reiterou uma classificação de superação do mercado para a Synchrony na terça-feira, dizendo em nota que a empresa parece mais resiliente do que seus pares no setor de empréstimos ao consumidor.

Union Pacific – As ações da ferrovia caíram 2,4% depois de divulgar lucros do quarto trimestre que ficaram aquém das expectativas dos analistas, tanto no topo quanto no fundo, de acordo com a StreetAccount. A Union Pacific reportou ganhos de US$ 2,67 por ação e receita de US$ 6,18 bilhões.

Lululemon – As ações da Lululemon caíram 1,5% depois que Bernstein rebaixou a classificação da empresa de vestuário para um desempenho abaixo do mercado e reduziu seu preço-alvo para US$ 290, um corte de US$ 50. A empresa citou a desaceleração do crescimento dos lucros à medida que a demanda esfria e os consumidores se tornam mais cautelosos.

Raytheon Technologies – As ações da empresa aeroespacial subiram 2% depois que a Raytheon divulgou seu quarto trimestre. A Raytheon registrou lucro ajustado por ação de US$ 1,27, em comparação com as estimativas dos analistas de US$ 1,24 por ação, de acordo com a Refinitiv. A empresa registrou receita de US$ 18,09 bilhões, ficando aquém das expectativas da Street de US$ 18,15 bilhões.

Zions Bancorp — As ações do banco caíram 2%, mesmo depois que a Zions divulgou lucro por ação no quarto trimestre que superou as expectativas dos analistas. A empresa registrou lucro por ação de US$ 1,84, em comparação com os US$ 1,64 previstos por analistas consultados pela Refinitiv. Em um comunicado, Harris Simmons, CEO da Zions, observou que a empresa “continuou a construir nossas reservas para perdas devido ao crescimento contínuo dos empréstimos e à perspectiva de um ambiente econômico de desaceleração ou recessão nos próximos meses”.

da CNBC Alex Harring, Jesse Pound, Yun Li, Carmen Reinicke, Michelle Fox Theobald, Samantha Subin e Darla Mercado contribuíram com reportagens.

Leave a Comment