Murdoch desiste da fusão da Fox e da News Corp após resistência dos investidores

Rupert Murdoch descartou uma proposta para unir a Fox e a News Corp depois que sua tentativa de reunir as duas metades de seu império de mídia novamente foi rejeitada pelos acionistas.

As empresas de Murdoch anunciaram na terça-feira que os “comitês especiais” estabelecidos para explorar os termos da suposta fusão seriam dissolvidos com efeito imediato, alegando que a proposta não atendia aos interesses dos acionistas da Fox e News Corp “neste momento”.

A Fox and News Corp disse que Murdoch e seu filho Lachlan determinaram que a combinação “não era ideal” para os acionistas, um reconhecimento das reservas de grandes investidores que temiam que a fusão não conseguisse realizar o valor total dos ativos.

Além de descartar a fusão planejada, a News Corp está em negociações avançadas para vender sua participação de 80% na Move para a rival CoStar, segundo três pessoas informadas sobre as negociações.

A participação na Move, que opera o realtor.com nos Estados Unidos, entre outros sites imobiliários, está avaliada em “baixos bilhões” de dólares, acrescentaram as pessoas.

Uma venda da participação na Move seria significativa o suficiente para mudar o cálculo dos comitês que avaliam a fusão da Fox e da News Corp, disse uma das pessoas.

Murdoch, de 91 anos, propôs em outubro recombinar o grupo de televisão por trás do canal a cabo Fox News com o dono de jornais como o The Wall Street Journal, em um acordo que teria recomposto os restos de seu império depois de quase uma década separados.

Murdoch acredita que há oportunidades de colaboração entre as marcas de notícias de negócios da Fox e News Corp, incluindo Fox Business, Fox News, Barron’s, MarketWatch e The Wall Street Journal, disseram pessoas familiarizadas com os planos.

No entanto, ele enfrentou resistência de alguns grandes acionistas da News Corp, que achavam que a empresa resultante da fusão valeria menos no mercado de ações do que os grupos individuais.

A News Corp possui cerca de 80 por cento da Move, enquanto os 20 por cento restantes são detidos pelo REA Group, o grupo imobiliário australiano listado que também é de propriedade majoritária da News Corp.

A CoStar é proprietária listada na Nasdaq de marcas como Apartments.com, LoopNet e Homes.com. O grupo é um dos maiores negócios imobiliários digitais dos Estados Unidos, com um valor de mercado de cerca de US$ 32 bilhões.

O setor imobiliário digital tornou-se uma parte muito maior dos negócios gerais da News Corp, crescendo de 5% da receita total em 2014 para 17% em 2022. As receitas no segmento imobiliário digital do grupo cresceram 25%, para mais de US$ 1,7 bilhão no exercício fiscal de 2022. A Move registrou crescimento de receita de 11%, para US$ 712 milhões no ano passado.

Em 2014, a News Corp adquiriu a Move por US$ 950 milhões, um acordo que o presidente-executivo Robert Thomson descreveu na época como uma “evolução exponencial” do negócio de publicação impressa da empresa.

Leave a Comment