O vocalista do Green Day diz que está renunciando à cidadania por causa de Roe: ‘Foda-se a América’

O vocalista do Green Day, Billie Joe Armstrong, disse aos frequentadores de shows em Londres na sexta-feira que ele estava renunciando à sua cidadania americana devido à decisão da Suprema Corte de derrubar Roe v. Wade.

“Foda-se a América, estou renunciando porra à minha cidadania. Estou vindo aqui”, disse ele durante sua apresentação no London Stadium na turnê Hella Mega da banda com Fall Out Boy e Weezer.

“Há muita estupidez no mundo para voltar a essa porra de desculpa miserável para um país”, acrescentou. “Ah, não estou brincando. Você vai ter muito de mim nos próximos dias.”

Os comentários da cantora de “American Idiot” vieram na noite da decisão do tribunal de anular a decisão histórica que deu às mulheres nos EUA o direito de acesso ao aborto por quase 50 anos. Isso levará a restrições pesadas ou proibições completas ao aborto em cerca de metade dos 50 estados dos EUA sob uma colcha de retalhos de várias leis estaduais.

O Green Day foi politicamente franco no passado em sua música e em outros lugares. Recentemente, após o tiroteio em massa em Uvalde, Texas, a banda exibiu um gráfico que dizia “Fuck Ted Cruz” em um show em Berlim, atacando ostensivamente o senador republicano por sua recusa em ceder ao controle de armas, apesar do massacre em seu estado.

Outros artistas também usaram apresentações no Reino Unido no fim de semana para colocar a Suprema Corte em ação. A cantora Olivia Rodrigo dedicou um dueto do hit de 2009 “Fuck You” de Lily Allen aos juízes responsáveis ​​pela revogação durante uma apresentação no Glastonbury.

“Estou devastada e apavorada. Tantas mulheres e tantas meninas vão morrer por causa disso”, disse Rodrigo à multidão. “Eu queria dedicar esta próxima música aos cinco membros da Suprema Corte que nos mostraram que, no final das contas, eles realmente não dão a mínima para a liberdade. Esta música vai para os juízes: Samuel Alito, Clarence Thomas, Neil Gorsuch, Amy Coney Barrett, Brett Kavanaugh. Nós odiamos você!”

Leave a Comment