Seis métricas on-chain sugerindo que o Bitcoin é uma ‘oportunidade de compra geracional’

Várias métricas on-chain da rede Bitcoin (BTC) estão exibindo sinais de compra após o rali deste ano.

O Bitcoin saiu de seu torpor para registrar um ganho de 37% desde o início de 2023. No entanto, os dados on-chain ainda sinalizam que pode ser uma “oportunidade de compra geracional”, de acordo com analistas.

Em 24 de janeiro, o pesquisador e analista técnico “Game of Trades” identificou seis métricas on-chain para seus 71.000 seguidores no Twitter.

A primeira métrica é uma pontuação de tendência de acumulação destacando zonas de acumulação pesada em termos de tamanho da entidade e número de moedas compradas.

“Grandes entidades estão em modo de acumulação profunda desde o colapso do FTX”, observou o analista, acrescentando que “uma acumulação semelhante ocorreu nos fundos de 2018 e 2020”.

O fluxo de dormência ajustado à entidade Bitcoin é uma medida da razão entre a capitalização de mercado atual e o valor de dormência anualizado.

Sempre que o valor de dormência ultrapassa a capitalização de mercado, o mercado pode ser considerado em plena capitulação, que tem sido uma boa zona de compra histórica.

Segundo a Glassnode, essa métrica caiu para o nível mais baixo de todos os tempos em 2022.

Fluxo de dormência ajustado pela entidade BTC. Imagem: Glassnode

O risco de reserva do Bitcoin pode ser usado para medir a confiança dos detentores de longo prazo em relação ao preço do BTC. Isso também caiu para o nível mais baixo de todos os tempos no final de 2022, de acordo com dados da Glassnode.

O Preço Realizado do Bitcoin (RP) é o valor de todas as moedas em circulação no último preço que elas movimentaram – em outras palavras, uma estimativa do que todo o mercado pagou por suas moedas.

De acordo com o Woo Charts, o Bitcoin está sendo negociado abaixo desse nível desde o colapso do FTX em novembro até 13 de janeiro. Atualmente, está um pouco acima do RP, o que representa outra oportunidade de compra.

O Z-score do Bitcoin MVRV mostra quando o BTC está significativamente supervalorizado ou subvalorizado em relação ao seu “valor justo” ou preço realizado. Quando a métrica sai da zona extremamente subvalorizada, muitas vezes é considerada o fim do mercado em baixa.

Z-Score MVRV do BTC. Imagem: Glassnode

Finalmente, há o Puell Multiple examinando os fundamentos da lucratividade da mineração e seu impacto nos ciclos do mercado.

Valores mais baixos, como estão no momento, indicam estresse do minerador e representam oportunidades de compra de longo prazo.

Relacionado: Bitcoin interrompe a volatilidade em $ 23.000, enquanto os hodlers do BTC veem retorno em massa ao lucro

O analista concluiu que essas seis métricas on-chain estão “apontando para uma configuração excepcional de risco-recompensa no Bitcoin”.

As métricas estão todas em níveis semelhantes aos fundos do ciclo de mercado em 2015, 2018 e 2020, acrescentaram.

No momento da publicação, o BTC estava sendo negociado em queda de mais de 1,9% nas últimas 24 horas, a US$ 22.675, de acordo com dados do Cointelegraph.